Maracás registra apenas dois casos ativos em 1 ano e meio de Pandemia

Nesse sábado (21), a Secretaria Municipal de Saúde de Maracás registrou apenas 2 casos ativos, esse é o menor número alcançado desde do início da Pandemia no município.

BOLETIM DO MUNICÍPIO DE MARACÁS

O boletim epidemiológico deste sábado informa que 11329 pacientes apresentaram sinais e sintomas de Síndrome Gripal e foram notificados para COVID-19 no município de Maracás/BA. Deste total, tivemos 3710 casos confirmados, sendo que, 3632 pessoas já estão recuperadas da COVID-19 e desse montante de pessoas infectadas, foram registrados 76 óbitos.

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 715 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,1%) e 802 recuperados (+0,1%). O boletim epidemiológico desta sexta-feira (20) também registra 14 óbitos. Apesar de as mortes terem ocorrido em diversas datas, a confirmação e registro foram realizados hoje. Dos 1.213.318 casos confirmados desde o início da pandemia, 1.183.511 já são considerados recuperados, 3.567 encontram-se ativos e 26.240 tiveram óbito confirmado.

boletim epidemiológico contabiliza ainda 1.478.746 casos descartados e 231.703 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica em Saúde da Bahia (Divep-BA), em conjunto com as vigilâncias municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas desta sexta-feira. Na Bahia, 51.705 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui.

Vacinação
Com 7.796.321 vacinados contra o coronavírus (Covid-19) com a primeira dose, dos quais 3.280.176 receberam também a segunda aplicação, e mais 253.327 vacinados com o imunizante de dose única, até as 16 horas desta sexta-feira, a Bahia já vacinou 72,6% da população baiana com 18 anos ou mais (estimada em 11.087.169) com, pelo menos, a primeira dose ou com a vacina de dose única. A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) realiza o contato diário com as equipes de cada município a fim de aferir o quantitativo de doses aplicadas e disponibiliza as informações detalhadas no painel https://bi.saude.ba.gov.br/vacinacao/.

Atualmente, nenhuma vacina apresentou 100% de eficácia, não somente contra a covid-19 mas contra qualquer outra doença até hoje. Apesar da eficácia alta ocorrer somente quando o imunizante supera os 90% nos ensaios clínicos, uma eficácia superior a 50% (percentual de corte para a ANVISA) já é suficiente para o controle da atual pandemia. Além disso, sempre com a garantia da segurança de sua aplicação, então fique tranquilo pois todas as vacinas aprovadas são seguras!

Portanto, muito mais importante do que saber a eficácia de cada uma das vacinas contra a covid-19 é buscar a conscientização sobre a importância em estar vacinado. Quanto maior o número de pessoas vacinadas, melhores serão os resultados no combate à pandemia. E, tal como indicam os diversos estudos sobre a eficácia e a eficiência da vacina, nem todos aqueles que recebem a vacina acabam se tornando imunes à doença, mas quanto maior o número de pessoas imunizadas mais a população fica protegida. Portanto, tomar ou não uma vacina não é uma decisão que afeta exclusivamente a pessoa com esta decisão, ela interfere também na saúde de todos aqueles com quem convive. Por isso, a vacinação não é simplesmente uma questão de opinião, mas de conscientização social e saúde pública. 

veja também
error: Content is protected !!