Montadoras anunciam mais de R$ 71 bilhões em investimentos no Brasil

Maior aporte será da Stellantis, dona da Fiat, da Jeep e da Peugeot, que investirá R$ 30 bilhões entre 2025 e 2030.

Protótipos da Stellantis

O total de investimentos no Brasil anunciados por montadoras, nos últimos três meses, chegou a R$ 71,4 bilhões. O maior aporte até aqui foi anunciado na quarta-feira (6), pela Stellantis, que prometeu investir R$ 30 bilhões no país entre 2025 e 2030.

Será um valor recorde entre as principais fabricantes de veículos que operam no país, e grande parte será destinado ao desenvolvimento de modelos híbridos flex, segundo a companhia.

O anúncio da Stellantis foi feito após encontro entre o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e executivos do grupo, como o CEO global, Carlos Tavares. A empresa é dona das marcas Fiat, Jeep, Peugeot, Citroën e RAM e tem linhas de montagem em Minas Gerais, Pernambuco e Rio de Janeiro.

O ciclo de anúncio de investimentos começou em dezembro, com a Renault, que disse que vai gastar R$ 2 bilhões na produção de um novo SUV no Paraná. A motorização terá versões que conciliam etanol, gasolina e eletricidade.

Renault Kardian

Em janeiro deste ano, foi a vez da General Motors (GM) anunciar investimentos de R$ 7 bilhões para a renovação de produtos.

Em fevereiro, a Volkswagen informou um acréscimo de R$ 9 bilhões ao seu plano de investimento, anunciado há dois anos, ampliando o valor para R$ 16 bilhões entre 2022 e 2028. Na sequência, a Hyundai anunciou R$ 5,4 milhões.

VW amplia investimentos no Brasil

Na terça-feira (5), em uma cerimônia com a presença do vice-presidente da República e ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDIC), Geraldo Alckmin (PSB), a Toyota anunciou investimentos de R$ 11 bilhões para produzir novos modelos híbridos flex no país, com perspectiva de geração de 2 mil empregos.

“Sem investimento, não tem emprego. O fundamental é a decisão de investimento, que gera criação de riqueza, contratação de pessoas e desenvolvimento tecnológico”, afirmou Alckmin na ocasião.

“Esses investimentos mostram a confiança no Brasil. Nós encerramos este primeiro ano com desemprego em queda, juros em queda, inflação em queda, risco Brasil caiu, subiu a bolsa, subiu o PIB, subiu o emprego. É um bom momento da economia”, disse o vice-presidente.

Com os anúncios dos últimos três meses, o volume de investimentos previsto pelas montadoras no Brasil chega a R$ 95 bilhões até 2032. As estimativas da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) são ainda mais otimistas. Segundo a entidade, os investimentos podem alcançar R$ 117 bilhões até 2029.

Via Infowey

veja também
error: Content is protected !!