Tutorial de Como fazer sua máscara de proteção

Como já sabemos, as máscaras de tecido não são infalíveis. Não evitam sozinhas que você contraia o novo coronavírus ou outras doenças. Elas servem como uma medida de prevenção auxiliar. 

As máscaras são um coadjuvante no combate ao Covid-19 e uma medida alternativa para quem não tem acesso às máscaras cirúrgicas que já estão em falta nas principais farmácias.

Está havendo muita polêmica em relação ao seu uso. Isto porque ninguém sabe ao certo o que fazer em momentos de extrema delicadeza como este. Álcool gel e máscaras cirúrgicas estão em falta até nos hospitais.

Há muito tempo que no Japão e demais países asiáticos se usam máscaras tanto cirúrgicas quanto de tecido. Elas são usadas por quem está tem alguma doença contagiosa ou por quem é alérgico. Lá no Japão, por exemplo, há a florada das cerejeiras e muitas pessoas são alérgicas ao pólen destas flores e por esta razão usam máscaras para se protegerem. Mas esta é uma outra história.

Para prevenir contra o novo coronavírus é necessário lavar sempre as mãos com água e sabão, usar álcool gel nas mãos e objetos de superfície lisa com as quais possa entrar em contato e manter-se afastado de aglomerações. 

Ficar em casa e manter a higiene ainda são as melhores formas de manter-se afastado da doença.

COMO FAZER MÁSCARA DE TECIDO

CUIDADOS COM A MÁSCARA DE TECIDO

Lave o tecido antes e deixe de molho em lisoform por uma hora. Passe o tecido a ferro quente. Higienize suas mãos antes de começar a fazê-las. Se forem fazer as máscaras para doar ou vender, passe ferro quente em todas as máscaras antes de embalar para entregar. Lembre-se que todos nós podemos pegar e transmitir a doença. Portanto, todo cuidado é pouco. 

Para quem for usar as máscaras de tecido, troque de 3 em 3 horas. Sugiro fazer máscaras suficiente para que possa trocar ao longo do dia. Cada vez que trocar e estiver longe de casa, guarde as que foram usadas num saquinho plástico bem vedado. Quando chegar em casa, lave a máscara e passe-a a ferro quente depois de seca, pois vírus não sobrevivem a altas temperaturas. Se estiver doente, ferva-as depois de lavadas. A água ferve à 100°C matando os vírus e bactérias. Quando for lavá-las, aconselho a colocar na água do último enxague uma tampa de lisoform que é um anti-bactericida muito eficiente. 

Estamos passando por momentos difíceis. O mundo está entrando numa crise sem precedentes. Todos nós perderemos um pouco. Lembre-se sempre que não há ninguém “em cima” ou “abaixo” de nós. Somos todos seres humanos habitantes do mesmo planeta, com direitos e deveres iguais. Todos nós somos responsáveis pelo mundo que vivemos.

A união e solidariedade ainda é a melhor arma para vencer uma crise, assim como o respeito ao nosso semelhante e as autoridades competentes. Não é hora de polaridade, de atitudes egoístas ou mesquinhas.

É hora de pensar em si mesmo e no outro. É hora de esquecer as desavenças e ajudar a quem precisa. Não é hora de lustrar o orgulho.

Se precisa de ajuda, peça. Lembre-se que nenhum homem é uma ilha e uma andorinha só não faz o verão. Unidos seremos mais fortes. As crises passam. O sol nasce todos os dias para todos. Vamos seguir em frente.

Desejo a todos, de coração, que passem por esta crise saudáveis e mais fortes. O nosso bem mais precioso ainda é a saúde. Sem ela não temos como cuidar de nós mesmos e muito menos cuidar de nossas famílias e amigos. 

Fonte: Blog Maximustecidos

veja também
error: Content is protected !!