O Ouro de Iramaia na Chapada Diamantina vira realidade

A exploração de ouro na Bahia vai receber o reforço de uma nova empresa. A Envirometals Participações S.A. venceu nesta quarta-feira, 26 de setembro, a licitação aberta pela Companha Baiana de Pesquisa Mineral (CBPM) para exploração de ouro em Iramaia. O município fica no centro-sul baiano, região das serras da Chapada Diamantina, a 400km da capital.

O Ouro de Iramaia na Chapada Diamantina vira realidade

Declarada vencedora da licitação, a Envirometals passa agora para a etapa de pesquisa complementar, em que serão investidos pelo menos R$ 4 milhões pela empresa em novos estudos que vão detalhar a extensão das jazidas de ouro na região. Quando estiver em operação, a mina deverá render cerca de R$ 5 milhões por ano ao estado em royalties, além dos impostos para o município de Iramaia.

O Ouro de Iramaia na Chapada Diamantina vira realidade

Segundo Igor Elias, diretor executivo da Envirometals, a Bahia apresenta um potencial muito grande no tangente a ouro e metais estratégicos e sua empresa vem para o estado focada em implantar um projeto de alto impacto social, ambiental e econômico. “No DNA da nossa empresa está a mineração responsável. Nós buscamos parceiros estratégicos em cada área, de forma a obter não apenas eficiência, mas também cumprir o nosso papel social e transformador das comunidades do nosso entorno”, diz.

A Bahia possui 4,5% das reservas de ouro do país e é um importante produtor nacional do minério. Há exploração do metal precioso por empresas nos municípios de Jacobina, Teofilândia e Santa Luz. A nova empresa que vem para a Bahia faz parte do grupo Phenom Capital, que faz investimentos nas áreas imobiliária e de recursos naturais.

O presidente da CBPM, Antônio Carlos Tramm, reforça a importância de levar desenvolvimento econômico para o interior do estado. “Ninguém escolhe onde o minério vai aparecer. E a mineração é uma grande oportunidade de levarmos desenvolvimento, emprego e renda para regiões menos desenvolvidas do nosso estado. Temos belos exemplos como a exploração de vanádio em Maracás, ouro em Santa Luz e níquel em Itagibá, que transformaram para melhor a vida das pessoas nestes municípios”, afirma.

Esta é a segunda licitação bem-sucedida da CBPM neste ano. Em agosto, a empresa estadual fechou contrato com a Pedra Cinza Mineração, que vai explorar fosfatos, chumbo e zinco em Irecê. Além destas, a empresa abriu no início de setembro uma concorrência para exploração de minério de ferro em Ibipitanga, centro-oeste baiano. O recebimento das propostas ocorrerá no dia 8 de novembro.

Fonte: CBPM

veja também