Os ícones das Picapes Americanas

As picapes são veículos que nasceram como utilitários, realizando diversos serviços de transporte de cargas nas cidades e no campo. Os Estados Unidos são o grande berço das caminhonetes, que inclusive ocupam a liderança entre os veículos mais vendidos. E agora é a hora de viajarmos no túnel do tempo para acompanharmos as pickup´s mais marcantes do mercado americano e que se tornaram ícones desse segmento. 

 

Dodge Lil’ Red Express Truck

Os ícones das Picapes Americanas

A Dodge não tem tanta tradição em picapes no Brasil como a Ford e a Chevrolet, e por isso você dificilmente vai encontrar uma Dodge D-Series de terceira geração por aí. Você precisa saber de duas coisas sobre a D-Series: 1) ela foi a precursora da Ram, e 2) em 1978, a Dodge deu a ela um motor V8 360 (5,9 litros) com diversas modificações como carburador quádruplo, comando nervoso e admissão de ar frio para entregar 228 cv a 3.800 rpm e 40,8 mkgf de torque a 3.200 rpm.

Chevy C1500 454 SS

Os ícones das Picapes Americanas

Agora, você quer saber o que é ignorância de verdade? É a Chevrolet C1500 454 SS, lançada em 1990. O “454” significa que o motor era o LSX de 454 polegadas cúbicas (7,4 litros!) que ocupava todo o espaço disponível no gigantesco cofre da picape que, no Brasil, foi batizada de Silverado — embora a nossa versão jamais tenha recebido a usina de 255 cv e 53,2 mkgf de torque, números que não impressionam hoje mas eram bem impressionantes naquele começo de década. Disponível apenas em preto com interior de veludo vermelho, bancos individuais, suspensão rebaixada e capaz de fazer o quarto-de-milha na casa dos 15 segundos, a 454 SS não deixa dúvidas quanto à sua vocação.

Chevrolet El Camino SS

Os ícones das Picapes Americanas

Se os australianos têm suas Utes, os EUA tinham o El Camino. Em 1968, quando os muscle cars estavam atingindo seu auge, a Chevrolet decidiu colocar um motor V8 396 (6,4 litros) big block de 330 cv na sua picape baseada no Chevy Malibu. Nascia ali o El Camino SS, que também podia ser equipado com uma versão de 380 cv do mesmo motor, dotado de novos coletores de admissão alimentado por um carburador Holley de corpo quádruplo, o bastante para virar o quarto-de-milha nos 13 segundos baixos.

Ford Ranchero GT

Os ícones das Picapes Americanas

A resposta definitiva da Ford ao El Camino SS veio em 1970, com o Ford Ranchero GT. Derivado do Ford Torino, o Ranchero ganhava um V8 429 (sete litros!) de 365 cv — alimentado por um carburador de corpo quádruplo da Motorcraft e com o famoso scoop “shaker” disponível como opcional. A rivalidade entre os fãs do El Camino e do Ranchero é quase tão grande quanto aquela que existe entre os admiradores do Camaro e do Mustang. De que lado você está?

veja também